Folar da Avó Alcina

Quando entregam nas nossas mãos um tesouro tão precioso, só tenho que agradecer do fundo do coração. 
Obrigada Susana por trazeres até mim tão deliciosa maravilha, e  obrigada de coração à  tua avó Alcina por te deixar partilhá-la comigo.
Qual é o intuito do meu blog? A partilha! 
É um prazer e alegria imensa receber os vossos comentários e saber que contribui para alegria ou satisfação de alguém aí em casa, depois de fazer uma receita partilhada aqui. 
Tento dar uma explicação simples, sem complicar e fico muito feliz quando o vosso retorno é exactamente esse, "as suas receitas são simples de fazer e resultam sempre! 
Fico de coração cheio...
Véspera de dia de Páscoa e eu sem ter feito ainda o folar. Já havia pão de ló, doce Branco de Romaria e Pudim de Requeijão.  Mas faltava o folar!
É verdade que nem todos os anos o faço mas adoro este tipo de pão doce tão simples e delicioso.
Quando a minha sobrinha partilhou comigo uma fotos dos folares que tinha feito, receita da sua avó, esqueci que eram onze da noite e meti mãos à massa. Na zona de oliveira do Bairro chamam-nos de  fogaças quando não levam o ovo em cima. 
A receita original da avó Alcina é o dobro mas eu reduzi para metade. Rendeu 5 folares mais pequenos e dois grandes.
Antes que me esqueça falo-vos aqui do ingrediente mais importante, amassar a massa com muito amor 💗

Este ano as prendas dos afilhados foram bem doces e cheias de amor!






Aqui está a receita:
(rende 6/8 folares)

Ingredientes:


2,5kg de farinha sem fermento
650g de açúcar
7 ovos
50g de fermento de padeiro
125gde manteiga
um pitada de sal grosso
raspa de 1 limão
água 6dl + necessário para trabalhar a massa 
2 gemas
leite q.b.
açúcar para polvilhar os folares 
ovos cozidos com cascas de cebola








Preparação:

Passo 1:

Num recipiente coloque a água morna e dissolva aí o fermento. Derreta a manteiga deixe arrefecer.
Numa bacia grande coloque a farinha, o açúcar e o sal. Misture e abra uma cova no meio. Coloque aí  os ovos inteiros e comece a amassar. 
Junte a água com o fermento à massa e vá amassando. Por fim junte a manteiga e a raspa do limão.
Vá amassando e juntando água conforme necessário. 
Amasse com muito amor e durante algum tempo, para que as leveduras do fermento sejam activadas e a massa levede bem.  A massa deverá ficar elástica e macia e a descolar das paredes da bacia.


Passo 2: 

Tape com um pano e coloque o recipiente em sitio resguardado de correntes de ar.
Deixe levedar cerca de 6 horas. A minha massa levedou durante a noite, cerca de 8 horas e o resultado foi este. Fugiu da bacia...
Cresceu imenso e ficou uma massa muito fofa e macia


Passo 3:

Retire porções de massa e faça bolas para os folares redondos. Por cima coloque 1 ou dois ovos e tiras de massa em cruz. Pincele com a gema desfeita em leite e pincele os folares. Polvilhe abundantemente com açúcar e leve ao forno.
Para o folar entrançado retire uma porção de massa maior que as anteriores. Divida em três e estique-as formando rolos.una as pontas e forme uma trança. Depois dê-lhe a forma redonda e encaixe as pontas na outra extremidade. No meio coloque um aro de cozinha ou uma tigela. Pincele com a gema e cubra com açúcar.

Passo 4:

Os folares devem cozer com o forno bem quente, a 200º cerca de 15/20 minutos. Até estar douradinhos.
Depois reduza o forno a 170º durante mais uns 10/15 minutos. Já sabe que depende do seu forno, e se tem ou não ventilação.
Retire os folares do forno e coloque-os a arrefecer sobre uma rede.




E Bom Apetite!

Sem comentários

Publicar um comentário

Muito obrigada pela visita,

Voltem sempre!

Imprimir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...