quarta-feira, 17 de maio de 2017

Folhado de Batata e Gruyere com Tomilho Limão

Panos da Loja Algolinho
Hoje, dia 17 de Maio celebra-se o dia Mundial da Hipertensão.
Mais que nunca é necessário mudar hábitos. Trocar o sal por ervas aromáticas, ganhando em saúde e em sabor. 
Todos sabemos que o consumo de sal em excesso está directamente relacionado com a hipertensão.
Assim, aceitei o desafio da Aromáticas vivas, que em conjunto com a Sociedade Portuguesa da Hipertensão e do Chef Chakal lançaram uma campanha de sensibilização para a redução do sal, e hoje aqui estou com uma receita cheia de sabor e com teor reduzido de sal. 
Aqui em casa somos grandes consumidores de ervas aromáticas. temos dois canteiros de paletes com as Aromáticas vivas  plantadas. assim na hora de cozinhar é só escolher o que preciso para temperar as minhas receitas.
As ervas da Aromáticas vivas, são biológicas, logo com mais benefícios para a saúde e o ambiente.
A receita de hoje, um gratinado de batata um pouco diferente daquele que faço habitualmente.
Usei as batatas raladas, como se fosse para fazer batata rosti, adicionei queijo gruyere, muito tomilho fresco picado e ovo ao molho. Para terminar, uma tampa de massa folhada.
Uma acompanhamento um pouco diferente, que tanto vai bem com um peixe grelhado, uma carne assada ou um simples bife grelhado.







Pano da Loja Algolinho

Aqui está a receita:

Ingredientes:


1 kg de batata branca
3dl de leite
2,5 dl de natas
2 ovos
200g de queijo gruyere
tomilho fresco q.b .Aromáticas vivas
1 dente de alho
flor de sal e pimenta de moinho
noz moscada q.b.
1/2 massa folhada rectangular
1 gema para pincelar



Pano da Loja Algolinho

Preparação:

Lave, descasque as batatas e seque-as com papel de cozinha, No robot de cozinha, ou com a mandolina rale-as em juliana. Rale metade do queijo e envolva nas batatas,
Junte o leite com as natas e leve ao lume até ferver. Retire e deixe arrefecer. Bata os ovos, tempere com um pouco de sal, ou fique-se pela noz moscada e pimenta. Adicione os ovos à mistura de leite e natas e bata bem. Junte às batatas, envolva e misture o tomilho limão picado.
Parta o dente de alho ao meio e friccione-o nas paredes e fundo do pirex. Unte-o com manteiga e espalhe dentro a mistura. Por cima espalhe o restante queijo ralado e leve ao forno quente, a 170º durante 30 minutos. Arredonde a metade da massa folhada e ao meio faça um pequeno furo. Coloque-a sobre o gratinado de batata, pincele com a gema e leve de novo ao forno, até cozer a massa e dourar. ( a minha cozeu um pouco demais...).


E Bom Apetite!

domingo, 14 de maio de 2017

Tarte de Requeijão com Laranja e Amêndoas



Nem sempre uma boa receita precisa de muito tempo e de grandes preparações.
As receitas mais simples, e rápidas, são muitas vezes uma surpresa tão boa que se tornam especiais.
Adoro requeijão. Em bolos, tartes, ou simplesmente ao natural com um fio de mel. 
Saloio convidou-me a experimentar a nova gama de requeijões. São 5 requeijões tradicionais embrulhados em papel. Com as novidades, Requeijão de Cabra e de Ovelha.
Na receita de hoje usei o requeijão de cabra. Ficou perfeito com a laranja e as amêndoas. Uma massa cremosa, leve e cheia de sabor.

Servidos de uma fatia?




Pano da Loja Algolinho

Aqui está a receita:

Ingredientes:


1 requeijão Saloio
5 ovos caseiros
150g de açúcar
2 c. sopa de manteiga derretida
rspa e sumo de 2 laranjas
150g de amêndoa palitada
1 massa quebrada
açúcar em pó q.b.




  Pano da Loja Algolinho



Preparação:

Forre uma forma de tartes com a massa quebrada. Pique o fundo com um garfo e reserve.
Seque o requeijão com papel de cozinha e desfaça-o com um garfo. Bata os ovos com o açúcar, até obter uma mistura homogénea. Junte o requeijão Saloio e bata durante 5 minutos, até estar bem desfeito. Adicione a manteiga e a raspa e o sumo das laranjas. Misture metade das amêndoas na massa e envolva. Coloque a mistura na tarteira e por cima espalhe o resto da amêndoas.
Leve a forno quecido a 180º durante25/30 minutos. Se estiver a queimar (como a minha...) reduza a temperatura para os 170º.
Retire do forno, deixe arrefecer e desenforme. Polvilhe com açúcar em pó e sirva.



  Pano da Loja Algolinho
E Bom Apetite!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Coroa de Atum e Pesto

Comida simples e deliciosa. Petiscos que nos enchem o olho e nos confortam o estômago.
Que mais se pode pedir para terminar um dia de trabalho?
Uma feliz experiência com a máquina de fazer pão emprestada, vinda directamente de casa da minha sobrinha Daniela. Mas não veio só a máquina, veio também a receita de uma massa deliciosa, tipo aquela massa dos lanches que todos nós gostamos. Ligeiramente adocicada, foi o contraste perfeito para a pasta de atum e molho pesto.









Aqui está a receita:

Ingredientes:

Massa:

500g de farinha sem fermento
80g de açúcar
1 pitada de sal
1 embalagem de fermento padeiro seco
175ml de água
55g de manteiga
1 ovo


Recheio:

1 cebola
4 c. de sopa de molho pesto
folhas de manjericão
azeite e pimenta de moinho q.b.









Preparação:

Mássa na mquina de fazer pão:

Na cuba da máquina coloque a água, a manteiga derretida e o ovo batido.
Por cima espalhe a farinha e o sal, o açúcar e p fermento de padeiro. Programe para amassar, programa 8 (1h30).


Massa manual:

Numa tigela coloque a farinha, o fermento, o sal e o açúcar.  Faça uma cova e junte a manteiga derretida, mas fria. Aos poucos adicione a água morna e amasse até formar uma bola. Tape com um pano e deixe levedar até triplicar de volume. Demora cerca de 1h30..







Recheio:

Pique a cebola e leve-a a refogar com o azeite até ficar mole.
Junte o atum Real do Mar escorrido, o manjericão picado e mexa bem. Por fim envolva o molho pesto e um pouco de pimenta de moinho. Reserve.



Finalização:

Depois da massa estar amassada e levedada, coloque-a na bancada enfarinhada. Com
o rolo da massa estique-a de modo a obter um rectângulo.
Espalhe o recheio sobre a massa e enrole como se fosse uma torta. Corte o rolo em dois, mantendo uma das pontas unida. Entrance as tiras da massa uma na outra e termine encaixando as pontas na parte unida. Coloque a coroa sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal. (Com esta receita fiz duas coroas, uma maior e outra mais pequena)
Leve a forno quente, 180º durante 25/30 minutos. Retire do forno e pincele com um pouco de molho pesto. Sirva morna.



E Bom Apetite!

terça-feira, 25 de abril de 2017

Torta de Viana

Sou do Minho. Sou Minhota!
Tenho orgulho das minhas raízes e dos costumes da minha terra. Do apego à família, aos lugares e às tradições.
Já todos devem ter notado que o tipo de receitas que prefiro são as de inspiração na cozinha tradicional Portuguesa. Particularmente a cozinha do Minho. 
Adoro preparar os nossos pratos mais típicos. O tão famoso "Pica no Chão" ou Arroz de cabidela, as Papas de Sarrabulho à moda de Braga e os Rojões à Minhota, o delicioso cabrito assado (se for em forno de lenha melhor ainda), o nosso Bacalhau à Braga ou um simples e delicioso caldo verde. 
No Minho as sobremesas são verdadeiros manjares dos Deuses. O nosso tão doce e especial pudim Abade de Priscos, o Arroz Doce ou a Aletria, o Pão de Ló de Margaride, a Cavaca Minhota e os Fidalguinhos, os Foguetes de Amarante ou a Torta de Viana.
E é precisamente a Torta de Viana a rainha do post de hoje. Vestida e adornada a preceito com dois dos símbolos desta cidade tão linda. O lenço de Viana e os Brincos à Rainha.
Obrigada Ângela por ajudar a tornar este post ainda mais rico! 
Servidos de uma fatia?




Aqui está a receita:

Ingedientes:

Torta:

10 gemas
4 ovos inteiros
200g de açúcar
170g de farinha sem fermento
Raspa de limão

Doce de Ovos:

6 gemas
6 c. de sopa de açúcar
6 c. sopa de água











Preparação:

Doce de Ovos:

Leve ao lume o açúcar e a água. Deixe ferver até estar em ponto de pérola, será cerca de 5 minutos. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco. Bata as 6 gemas com um garfo e depois adicione-lhes a calda em fio, mexendo sempre. Bata bem e leve ao lume até engrossar. Reserve.






Torta:

Separe as claras dos ovos. Bata as 14 gemas com o açúcar durante 5 minutos. Bata as claras em castelo bem firme, Adicione  alternadamente as claras e a farinha peneirada à massa das gemas. Por fim adicione a raspa do limão e envolva bem. Coloque a massa no tabuleiro do forno, forrado com papel vegetal e untado com manteiga. Leve ao forno, a 180º durante 10 minutos. Se a torta cozer demais é mais difícil de enrolar e pode rachar.
Desenforme a torta sobre um pano de cozinha grande polvilhado com bastante açúcar. Retire o papel vegetal e cubra a torta com uma camada generosa de doce de ovos. Lentamente e com a ajuda do pano, enrole a torta. Deixe ficar enrolada dentro do pano durante uns 5 minutos. Transfira a torta para a travessa de servir e polvilhe-a com um pouco mais de açúcar. Corte as pontas da torta (aproveite para provar!) e sirva-a na companhia de um café!



















E Bom Apetite!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Pato no Forno com Arroz de Miúdos e Açafrão

Das coisas boas de viver na aldeia.
Poder usufruir de tudo aquilo de bom que é viver no campo e estar 10 minutos do centro da cidade.
Não há nada comparável a acordar com o chilrear dos pássaros e com o cheiro da terra e das flores. Poder ter uma pequena horta é outro dos privilégios que tenho. Alface, tomate, aípo, cebolo. pimentos e muitas, muitas aromáticas são apenas alguns dos frescos que vou colhendo cá em casa. Depois, a sorte de ter vizinhos que se dedicam à criação de animais e onde podemos recorrer quando precisamos. Frangos, coelhos, galos, patos e ovos, sempre com a melhor qualidade.
Encomendar e receber prontinho a cozinhar com a certeza que teremos na nossa mesa a melhor refeição! 
Como este pato, que é a receita de hoje. 
Sei que por muito que escreva aqui não vos consigo transmitir o sabor e aroma desta receita.
E é tão simples. Ingredientes de qualidade superior,  fazem a diferença.





Aqui está a receita:

Ingredientes:

1 pato caseiro com cerca de 2kg
250g de mistura de cogumelos frescos
150g de bacon
600g de arroz vaporizado
açafrão q.b.
2 cebolas
3 dentes de alho
azeite q.b.
sale pimenta de moinho
1 raminho de alecrim
um molhinho perqueno de salsa
1/2 litro de vinho branco
2 folhas de louro
Laranjas em rodelas para servir






Preparação:

Lave o pato e seque-o com papel de cozinha. Num tacho largo coloque uma cebola cortada em gomos
e dois dentes de alho picados. Regue com o azeite e deixe refogar um pouco. Coloque dentro o pato e vá virando até dourar ligeiramente. Regue com o vinho branco e junte um pouco de água.
Tempere de sal, pimenta, junte o louro, o alecrim e a salsa. Tape, reduza a temperatura e deixe cozinhar cerca de 1 hora.
Retire o pato da calda. Pique a cebola restante e o dente de alho. Deixe estalar e adicione os cogumelos em tiras, o bacon em pedaços pequenos e os miúdos do pato picados.
Desfiz a carne do pescoço e adicionei também ao refogado. Deixe saltear e regue com o caldo da cozedura do pato. Cerca do dobro do volume do arroz.
Adicione o açafrão e deixe ferver, de seguida junte o arroz e deixe ferver 2 minutos.
Rectifique os temperos e transfira o arroz com a calda para uma caçarola de barro. Por cima do arroz coloque o pato. Leve ao forno bem quente, durante cerca de 20 minutos, até o arroz cozer e secar e o pato ficar douradinho.
Sirva o pato com o arroz de açafrão e rodelas de laranja.




E Bom Apetite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imprimir