domingo, 30 de outubro de 2016

Queques de Cenoura com Ganache de Chocolate








Queques de cenoura com a cobertura de um maravilhoso chocolate, para vos mostrar a minha "nova" cadeira! 
Mal a vi apaixonei-me e soube que teria de a trazer cá para casa!
Perto do meu local de trabalho há uma pequena loja de velharias. Foi de lá que veio um dos pratos antigos mais bonitos que tenho. Agora foi a vez desta cadeira. 
Uma peça que vou guardar com muito carinho, esperando que consiga mantê-la intacta durante muito tempo, pois os anos que já tem e o seu estado já não são os melhores!
Nem sempre fui apreciadora do que muitos chamam de "coisas velhas ou estragadas". 
Com o tempo fui aprendendo a tirar partido e a apreciar peças antigas, partidas e desgastadas pelo uso e pelos anos. 
A receita de hoje são uns delicosos queques de cenoura com um pequeno vulcão de chocolate no seu interior e cobertura de chocolate extra para os mais gulosos!
Prontos para experimentar a receita?











Queques:

Ingredientes:

4 ovos
4 cenouras médias
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 chávena de óleo de girassol
1 pitada de sal fino
1 c. chá de fermento
100g de chocolate negro em pastilhas


Ganache:

2 dl de natas
200g de chocolate culinária







Preparação:

Coloque as  cenouras descascadas e em pedaços no copo da liquidificadora. Junte os ovos inteiros, o sal e o óleo. Bata durante 5 minutos até que as cenouras estejam bem trituradas e a mistura bem fluída. Adicione o açúcar e bata mais um pouco. Por fim misture a farinha peneirada com o fermento.
Coloque forminhas de papel, dentro de formas de alumínio e encha-as até 3/4. No meio de cada um coloque algumas pastilhas de chocolate. Leve os queques ao forno aquecido a 180º cerca de 15 minutos. Faça o teste do palito.
Retire-os do forno e coloque-os a arrefecer sobre uma rede.




Ganache de Chocolate:


Para a ganache, leve ao lume as natas até levantarem fervura, retire do calor, junte o chocolate em pedaços e deixe repousar 5 minutos. Bata muito bem a mistura de chocolate e deixe-a arrefecer um pouco.
Coloque a ganache num saco de pasteleiro com bico frisado e deixe ficar cerca de 3/4 horas até que a cobertura tenha a consistência para fazer a decoração.
Decore os queques a seu gosto e sirva.


E Bom Apetite!

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Bolo de Figos Caramelizados

Estes devem ser os últimos figos do ano!
Para nos despedirmos em grande deste fruto maravilhoso,  de que eu gosto tanto, fez-se um bolo.
Mas não um bolo qualquer...
Um bolo intenso, aromático e delicioso. Os figos caramelizados que coloquei pelo meio da massa e na cobertura fizeram a massa tornar-se ainda melhor
Ainda há figos aí por casa? Então corram para a cozinha e experimentem esta fantástica receita!






Aqui está a receita:

Ingredientes:

 Bolo:

6 ovos caseiros
175g de manteiga
200g de açúcar amarelo
200g de farinha
1 pitada de sal fino
1 c. chá de essência de baunilha




Recheio e cobertura:

10 figos frescos
1 c. sopa de manteiga
2 c. de sopa de açúcar amarelo
2 c. de sopa de açúcar mascavado granulado









Preparação: 

Recheio e cobertura:

Limpe os figos com papel de cozinha e corte-os em rodelas não muito finas. Numa sertã derreta a manteiga e adicione o açúcar amarelo. Misture para derreter e coloque na sertã as rodelas de figo. Deixe caramelizar dos dois lados e reserve.


Bolo:

Derreta a manteiga e deixe-a arrefecer.
Bata os ovos com o açúcar e o sal, durante 10 minutos a velocidade média na batedeira, a mistura deverá ficar volumosa e leve.
Adicione a manteiga à massa e aos poucos vá envolvendo a farinha peneirada.
Coloque metade da massa numa forma sem buraco, bem untada com manteiga e polvilhada de farinha. Por cima da massa coloque fatias de figos caramelizados e cubra, lentamente com a restante massa.
Leve a cozer cerca de 10 minutos a 180º. Retire o bolo do forno, e cubra com as restantes rodelas de figo. Polvilhe com o açúcar mascavado granulado e leve de novo ao forno, durante mais de 15/20 minutos a 170º.
Faça o teste do palito e deixe o bolo arrefecer sobre uma rede.
Depois de frio polvilhe com açúcar em pó.





E Bom Apetite!

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Pudim de Coco

O outono já se instalou definitivamente por aqui. 
Os dias, mais curtos, frios e cinzentões já fazem lembrar que caminhamos a passos largos na nova estação e que os dias de verão ficaram para trás.
Estamos na época das colheitas, das vindimas e das desfolhadas. Os castanheiros brindam-nos com os seus ouriços repletos de castanhas, as nogueiras dão os seus frutos e as abóboras e os marmelos aparecem por todo o lado. 
É a época de ir para a cozinha preparar compotas, marmelada e geleia.
Aos poucos as ruas vão mudando de cor, pintadas pela presença das folhas que se vão soltando dos ramos das árvores. 
Esta é uma estação de muitas cores e contrastes, sem ser a minha época do ano preferida, é ainda assim especial.
Hoje trago o sol neste pudim, só para contrariar um pouco os últimos dias de chuva. Uma sobremesa simples e deliciosa que se faz enquanto o "diabo esfrega um olho". Um pudim perfeito com a forma de pudim alemão de "A metalurgica"
Ora vejam lá se não é verdade!





Aqui está a receita:

Ingredientes:

6 ovos caseiros
1 lata de leite de coco
4 c. de sopa de coco ralado
1 lata de leite condensado
caramelo liquido para untar a forma





Preparação:


No copo da batedeira coloque os ovos, o leite leite condensado e o leite de coco. Bata bem durante uns cinco minutos. Junte o coco ralado e bata para misturar. 
Barre uma forma de pudim com caramelo liquido. Eu usei a minha forma fantástica de "A metalurgica"  Verta dentro a mistura e coloque a forma de pudim dentro de uma forma de bolo sem buraco com água quente pelo meio. Coza em banho maria no forno, a 180º, com a tampa, por cerca de 30 minutos. Deixe arrefecer e desenforme.


E Bom Apetite!

domingo, 9 de outubro de 2016

Bolo Brigadeiro de Chocolate

Quem diz que não a uma fatia deste bolo?
Aposto que ninguém! 
Chocolate acho que é do agrado de todos. Assim, com um recheio e cobertura de brigadeiro fica ainda melhor. Mais tentador e delicioso.
A receita de brigadeiro já não é novidade para ninguém, com certeza. Mas há bolos e bolos. Este é "o" bolo. 
Um bolo super tentador, decadente e muito, muito bom. 
Agora que o Outono chegou e os dias, aos poucos vão ficando mais frescos, sabe tão bem uma fatia deste bolo à sobremesa ou a acompanhar um chá ao final da tarde. Aos poucos vamos deixando de lado as sobremesas frescas e os gelados e entramos na onda dos bolos outonais como este.





Aqui está a receita:

Ingredientes:

Bolo:

5 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 chávena de chocolate em pó e cacau (usei metade de cada)
3/4 de chávena de óleo
3/4 de chávena de água quente

1 c. de sopa de fermento em pó

Calda:

1dl de leite
2 c. sopa de cacau

Recheio e cobertura:

1 + 1/2 latas de leite condensado
4 c. sopa de chocolate em pó
2 c. de sopa de manteiga
200g de chocolate em missangas
physális e morangos para decorar






Preparação:


Bolo:

No copo da batedeira coloque o açúcar, as gemas, o óleo, o chocolate e o cacau e a água quente. Bata tudo muito bem até obter uma mistura bem fluída. Bata as claras em castelo bem firme e envolva alternadamente com a farinha e o fermento peneirados.
Coloque a mistura numa forma sem buraco, bem untada de manteiga e polvilhada de farinha. 
Leve ao forno quente a 180º durante cerca de 35/40 minutos.
Faça o teste do palito, retire do forno e deixe arrefecer.
Depos de frio, divida o bolo ao meio.


Calda:

Leve ao lume o leite com o chocolate e deixe ferver. Pincele o bolo todo com a calda e coloque uma das partes no prato de servir.

Cobertura e recheio:

Numa panela coloque o chocolate, o leite condensado e a manteiga. Leve ao lume até engrossar mas mexendo sempre e em fogo médio para não queimar.
Cubra a parte de bolo do prato com uma camada generosa de creme e por cima coloque a outra parte.
Cubra todo o bolo com o creme de brigadeiro e termine com as missangas de chocolate e as frutas.







E Bom Apetite!

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Compota de Tomate com Canela e Limão

Das coisas boas que o Verão nos deu!
Quilos e quilos de tomate delicioso que colhemos nos nosso quintal. 
Este ano a colheita de tomate foi bem generosa. Coração de boi, redondo, de cacho e cherie, foram as variedades que tivemos o privilégio de colher na nossa pequena horta. 
A colheita de coração de boi ficou este ano, um pouco àquem das nossas expectativas. Em compensação,  foi o ano em que colhemos a maior quantidade de cherie. Tão doces e perfumados! Foram muitas vezes devorados como se fossem morangos! Só lavar e comer.
Não há comparação possível, entre este tomate e o de compra. O seu sabor e aroma dizem tudo.
Comemos doses bem generosas de tomate, ofereci e congelei para utilizar em cozinhados, já triturado e pronto a usar. E este ano ainda consegui juntar uma boa quantidade para fazer doce. 
Como o tempo bom ainda continua por aqui, tem ajudado a que a colheita continue. O cesto que está na foto foi apanhado ainda este fim de semana. 
Nos tomateiros permanece ainda uma quantidade generosa à espera de amadurecer para alegrar a nossa mesa.








Esta receita de doce foi inspirada no livro da ChefExpress, embora a tenha alterado ligeiramente. 
Uma coisa vos digo, e garanto, ficou fabulosa! A cor, a textura e o seu aroma fizeram desta compota de tomate uma das melhores que já fiz.
E não tenham medo, usem e abusem do limão e da canela. Usei todas as cascas de um limão e ainda coloquei outro inteiro a cozer com o doce. A canela em pó vem reforçar e acentuar o seu sabor.
O acompanhamento perfeito para um queijo da serra à sobremesa ou para as torradas do pequeno almoço.
Fabulosa!!!





Aqui está a receita:

Ingredientes:

2 kg de tomate maduro
(usei,cherie, redondo e coração de boi)
1400g de açúcar
sumo e a casca de 1 limão grande + 1 limão cortado ao meio
1 c. sopa de canela em pó
3 paus de canela


Preparação ChefExpress ou outro robot:

Coloque o tomate, depois de limpo de pele e semente no copo e triture 5 segundos à velocidade 5. Raspe as paredes do copo, junte o açúcar e as cascas de 1 limão e programe mais 5 segundos, na velocidade 3.
Adicione a canela em pau e em pó, o sumo do limão e o outro limão cortado ao meio. Programe 30 minutos a 100º, na velocidade 1 inversa e sem o copo medidor.
Abra a tampa raspe o doce que estiver agarrado às paredes do copo e programe mais 30 minutos a 100º na velocidade 1, inversa e sem o copo medidor.
Abra de nvo o copo, raspe o doce agarrado ao copo e programe mais 20 minutos a 120º, na velocidade 1 inversa mas desta vez com o cesto sobre a tampa. Verifique o ponto do doce e se necessário cozinhe mais alguns minutos, na mesma velocidade e temperatura.
Coloque o doce em frascos acabados de ferver, feche bem e vire-os com a tampa para baixo até arrefecerem.
Depois é só degustar!




Preparação Tradicional:

Lave e limpe o tomate de pele e sementes e deixe-o escorrer num passador.
Num tacho fundo coloque o açúcar com as cascas e o sumo do limão. Junte uns pingos de água e leve ao lume. Deixe o açúcar derreter e começar a ganhar um pouco de espessura.
Triture o tomate grosseiramente e adicione-o à calda. Adicione as canelas e o outro limão cortado ao meio. Deixe o doce cozinhar lentamente até ganhar espessura (cerca de 1 hora) e se formar uma estrada no fundo do tacho.
Coloque o doce em frascos acabados de ferver, Feche bem e vire-os  com a tampa para baixo até arrefecerem.
Depois é só degustar!





E Bom Apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imprimir